O PAPEL DO PSICOPEDAGOGO EDUCACIONAL

Autores

  • OZANA DA SILVA BORGES MAGALHAES CRECHE municipal Elzira Cavalcante
  • LUCIANA FRANÇA DE PINHO CAMPOS

Palavras-chave:

Aprendizagem. Psicopedagogo. Aprendizagem significativa.

Resumo

A problemática do trabalho se baseia na ideia de que o psicopedagogo, realmente, auxilia o processo ensino aprendizagem. Tem como objeto de estudo o processo de aprendizagem humano, a constituição e reconstituição do conhecimento. Portanto, o presente artigo tem como objetivo evidenciar a importância do psicopedagogo no ambiente educacional. Para produção textual foi usada a pesquisa bibliográfica, tendo como conclusão a relevância desse profissional na unidade educacional, a fim de auxiliar na identificação e intervenção de dificuldades de aprendizagem de vários alunos.

Biografia do Autor

LUCIANA FRANÇA DE PINHO CAMPOS

Especialista Psicopedagogia. Institituto Cuiabano de Educação (ICE/MT). Creche Elzira Cavalcante da Silva.Cuiabá, Mato Grosso, Brasil. E-mail: ozanassr@hotmail.com

Referências

ALENCAR, Eliana de Sousa. et al. Epistemologia Genética de Jean Piaget. In

CARVALHO, Maria Vilani Cosme de; MATOS, Kelma Socorro Alves Lopes de. (Org.). Psicologia da Educação: teorias do desenvolvimento e da aprendizagem em discussão. Fortaleza: Edições UFC, 2009. p. 118-162.

ALESSANDRINI, M. A inserção do assistente social na política educacional e na gestão da escola pública. Debates Sociais. São Paulo, ano 36, n.59, 2001.

BOSSA, Nádia. Dificuldades de Aprendizagem: o que são e como tratá-las. Porto Alegre: ARTMED, 2000.

_______________. A Psicopedagogia no Brasil: contribuições a partir da prática. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1994.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988.

________. Conselho Nacional de Educação; Câmara de Educação Básica.

Resolução nº 5, de 17 de dezembro de 2009. Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Diário Oficial da União, Brasília, 18 de dezembro de 2009, Seção 1, p. 18.

______________. Projeto de Lei nº 3.124/97. (Do Sr. BARBOSA NETO).

Dispõe sobre a regulamentação da profissão de cria o Conselho Federal e os Conselhos Psicopedagogia e determina outras providências. Camara dos Deputados. 14997.

CHAMAT, Leila Sara José. Técnicas de diagnóstico psicopedagógico. Diagnóstico Clínico na Abordagem Interacionista. São Paulo, Vetor, 2004.

CÔRTES, Ana Rita Ferreira Braga; RAUSCH, Rita Buzzi. O estado do conhecimento acerca da psicopedagogia escolar no Brasil. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 9. 2009, Paraná.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GASPARIAN, Maria Cecília Castro. Contribuições do modelo relacional sistêmico para a psicopedagogia institucional, São Paulo: Lemos Editorial, 1997.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia, como ciência da educação. Cadernos de Pesquisa. Vol. 37, n. 131, São Paulo, mar/Aug. 2007.

NASCIMENTO, Fernanda Domingas do. O papel do Psicopedagogo na instituição escolar. 2013.

POLITY, E. Dificuldade de Aprendizagem e Família: Construindo Novas Narrativas. São Paulo: Vetor, 2001.

PORTO, Olívia. Psicopedagogia Institucional: teoria, prática e assessoramento psicopedagógico. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2011.

SERRA, Dayse Carla Gênero.Teorias e Práticas da Psicopedagogia Institucional. IESDE Brasil.Curitiba. 2012.

SOUZA, Maria Thereza C.C. de. Intervenção Psicopedagógica: como é e o que planejar? In: Sisto (et al). A atuação psicopedagógica escolar.Petropólis, Rio de Janeiro: Vozes, 2010.13ª edição, p.113-126.

VYGOTSKY, Lev. S. Aprendizagem e desenvolvimento na Idade Escolar. In: Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. Vigostky, L. Luria, A. Leontiev, A.N. 11ª. Edição. São Paulo: Ícone, 2010.

Downloads

Publicado

2020-12-14