PROFESSORES E OS DESAFIOS ENCONTRADOS NAS PRÁTICAS DE INCLUSÃO

Autores

  • MARCIA ELIZABETH RUDNIK LOBATO Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá

Palavras-chave:

Inclusão. Educação Especial. Formação de Professores. Práticas Educacionais.

Resumo

Este estudo analisa as dificuldades dos professores de ensino fundamental em incluir no processo de ensino aprendizagem os estudantes com deficiência, objetiva identificar e analisar os fatores que fazem com que a inclusão não seja implementada para estudantes com deficiência no processo de ensino. Metodologicamente é uma pesquisa bibliográfica, de abordagem qualitativa. A discussão teórica é feita a partir de Peter Mittler, Raimundo Barbosa Silva Filho, Demerval Saviani e Lev Semyonovich Vygotsky. Os resultados apontam que as práticas de inclusão são relevantes para o desenvolvimento dos educandos, influenciando sua aprendizagem e formação, sendo necessária a participação de todos nesse processo.

Referências

AMBROSETTI, N.B. O “Eu” e o “Nós”: trabalhando com a diversidade em

sala de aula. In: Pedagogias das diferenças na sala de aula. Marli André (org.). São Paulo. Editora Papirus, 1999.

ANJOS, H. P.; ANDRADE, E. P.; PEREIRA, M. R. A inclusão escolar do ponto de vista dos professores: o processo de constituição de um discurso. Revista Brasileira de Educação, v.14 n.40, p.116-129, 2009.

ARANHA, M. S. F. Inclusão Social e Municipalização. In: Eduardo José Manzini (Org.). Educação Especial: temas atuais. 1ª Edição. Marília: Unesp MaríliaPublicações, p. 1- 10, 2000.

BONETTI, L. W. As políticas educacionais, a gestão da escola e a exclusão social.

In: FERREIRA, N. S. C.; AGUIAR, M. A. da S.(org.). Gestão da Educação: impasses, perspectivas e compromissos. São Paulo: Cortez, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Proposta de Diretrizes para a formação inicial de professores da Educação Básica, em cursos de nível superior. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/ed_basdire.pdf> Acesso em: 05/08/2020.

______. Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/ politica.pdf > Acesso em: 10/08/2020.

______. Ministério da Educação. Documento Final da CONAE 2010.

Disponível em: < http://conae.mec.gov.br/images/stories/pdf/pdf/ documetos/documento_final_sl.pdf />. Acesso em: 06/08/2020.

______. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Especial. Portaria n. 948/2007, de 07 de Janeiro de 2008. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, Brasília, 2008.

______. Declaração de Salamanca e linha de ação sobre necessidades educativas

especiais. Brasília: CORDE, 1994.

CAMPOS, C. A. Esperanças Equilibristas: a inclusão de pais de filhos com deficiência. Curitiba: Juruá, 2009.

CARNEIRO, M. A. LDB fácil: leitura crítico-compreensiva, artigo a artigo. Rio de Janeiro: Vozes, 1998.

DENARI, F. Um (novo) olhar sobre a formação do professor de educação especial: da segregação à inclusão. In: RODRIGUES, D (Org.). Inclusão e educação: Doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006, p.35-63.

FIGUEIREDO, R. V. de. Políticas de inclusão: escola-gestão da aprendizagem na diversidade. In: ROSA de E. G.; SOUZA, V. C. (Org.). Políticas organizativas e curriculares, educação inclusiva e formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. - São Paulo: Atlas, 2008.

JERUSALlSKY, A.; CANIZA DE PÁEZ, S.M. Carta aberta aos pais acerca da escolarização das crianças com problemas de desenvolvimento. ln: Escritos da criança. n. 06, Porto Alegre: centro Lydia Coriat, 2001.

MENDES, E. G. Construindo um “lócus” de pesquisas sobre inclusão escolar. In:

MENDES, E. G; ALMEIDA, M. A; WILLIAMS, L. C. de. Temas em educação especial: avanços recentes. São Carlos.

MÉTODOS DE PESQUISA [organizado por] GERHARDT, Tatiana Engel;

SILVEIRA, Denise Tolfo. Coordenado pela Universidade Aberta do Brasil

(UAB/UFRGS); pelo Curso de Graduação Tecnológica/Planejamento e Gestão

para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. Porto Alegre: Editora da

UFRGS, 2009. 120 p.

MITTLER, Peter. Educação inclusiva: contextos sociais. Tradução: Windyz Brazão Ferreira. Porto Alegre: Artmed, 2003.

POLÍTICA Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva.

In: Inclusão: R. Educ. esp., Brasília, v. 4, n. 1, p. 1-61, jan./jun. 2008.

RIBEIRO, V. B. Aportes conceituais sobre a dialética inclusão/exclusão: possibilidades de convivência com a diversidade no espaço escolar. São Leopoldo: EST (Dissertação de Mestrado), 2012.

RODRIGUES, David. Questões preliminares sobre o desenvolvimento de

políticas de Educação Inclusiva. In: Inclusão: R. Educ. esp., Brasília, v. 4, n. 1, p. 1-61, jan./jun. 2008.

SAVIANI, D. Educação brasileira: estrutura e sistema. Campinas: Editores Associados, 1995.

SASSAKI, R. K. Inclusão - Construindo uma Sociedade para Todos. 3. ed. Rio de Janeiro: WVA, 1999.

SILVA FILHO, Raimundo Barbosa. Noções de competência: possíveis evidências. Educação por Escrito, PUCRS, v. 2, n. 2, p. 42, jan. 2012.

STAINBACK, S.; STAINBACK, W. Inclusão: um guia para educadores. Trad. de Magda F. Lopes et al. Porto Alegre: Artes Médicas, 1999.

VYGOTSKY, L. S. A defectologia e o estudo do desenvolvimento e da educação da criança anormal. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 4, p. 861-870, dez. 2011.

Downloads

Publicado

2020-12-14